Pular para o conteúdo principal

STJ não exige mais que cópia obtida pela Internet seja autenticada

Em novo entendimento, o STJ não exigirá mais que cópias de decisões e atos obtidos através da Internet sejam autenticados. Agora, basta indicar a data da impressão e o endereço de origem do documento. A parte contrária poderá impugnar apenas de forma fundamentada. O novo posicionamento é mais condizente com o atual estágio de informatização do processo judicial brasileiro.

STJ admite como prova cópia extraída da internet de ato relativo à suspensão dos prazos processuais

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) admitiu que cópias de atos relativos à suspensão dos prazos processuais, obtidas a partir de sites do Poder Judiciário, são provas idôneas para demonstrar a tempestividade do recurso, salvo impugnação fundamentada da parte contrária.

De acordo com o relator, ministro Luis Felipe Salomão, documentos eletrônicos obtidos em sites da Justiça, na internet, como as portarias relativas à suspensão dos prazos processuais – com identificação da procedência do documento e cuja veracidade é facilmente verificável, juntadas no instante da interposição do recurso especial –, possuem os requisitos necessários para caracterizar prova idônea e podem ser admitidos como documentos hábeis para demonstrar a tempestividade do recurso, salvo impugnação fundamentada da parte contrária.

No STJ, era pacífico o entendimento de que essa cópia deveria ser certificada digitalmente ou que fosse admitida pelas partes como válida ou aceita pela autoridade a quem fosse oposta, no caso também o órgão jurisdicional. Com a decisão da Corte Especial, os ministros admitiram a cópia sem a certificação, desde que conste no documento o endereço eletrônico de origem e a data na qual ele foi impresso.

Em seu voto, o ministro Salomão registrou que o STJ, neste momento, depara-se com importantes discussões acerca do direito da tecnologia, cujos maiores desafios encontram-se no combate às inseguranças inerentes ao meio virtual e na conferência de eficácia probatória às operações realizadas eletronicamente, motivo por que a posição fixada pelo Tribunal deveria ser revista.

“O Superior Tribunal de Justiça, órgão do Poder Judiciário, reconhecido pela vanguarda de suas ações, parece sensível ao avanço tecnológico e utiliza-se do meio eletrônico para comunicação de atos e transmissão de peças processuais, respaldado pelas devidas cautelares legalmente estabelecidas”, afirmou na decisão.

Fonte: Coordenadoria de Editoria e Imprensa do STJ

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A verdade sobre o filme Contatos de 4º Grau (The Fourth Kind)

Atenção! Contaremos trechos do filme (spoilers). Caso não tenha assistido, sugerimos que assista primeiro. O filme Contatos de Quarto Grau realmente se baseia em fatos reais? As filmagens em forma de documentário são verídicas? As pessoas que aparecem no filme existem na vida real? Eu desafio aquele que terminou de assistir ao filme e não correu para a Internet para confirmar a veracidade das imagens ali exibidas e encontrar a resposta para tais perguntas. Eis a verdade...

Fazendo Backup do Pen Drive e sincronizando os arquivos no Ubuntu com o Grsync

Este pequeno tutorial ensinará como fazer backup do pen drive no Linux e como sincronizar os arquivos, de sorte a tornar a operação mais rápida e prática. Há algum tempo procurei no Google por um programa para Linux que servisse para fazer um backup simples do meu pen drive (usb flash drive) sempre que eu o plugasse no computador. Quem já perdeu um pen drive com todos os seus dados sabe muito bem a importância disso.

Inscrições para a Universidade Pirata

Abertas as Inscrições para a Universidade Pirata (Bahia) Universidade Pirata é um projeto do Pontão de Cultura Digital juntaDados, sediado na Universidade do Estado da Bahia (UNEB) campus Lauro de Freitas (PULSAI). São oferecidos cursos, discussões, oficinas sobre ferramentas de compartilhamento, direito autoral, redes sociais, tecnologias para produção audiovisual, linguagens de programação, metareciclagem e internet. As inscrições estarão abertas até o dia 15 de abril! Fonte:  http://www.noticiaslinux.com.br/nl1269828713.html