terça-feira, 28 de junho de 2011

Mercadante quer ajuda de hackers para reformular site do MCT

Comentar Enviar por e-mail Enviar por Twitter Publicar no Facebook Promover no Orkut Imprimir ou Converter para PDF Ouça este post Mais opções (pop-up)
O ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante (PT), afirmou que irá convidar um grupo de hackers para ajudar a formatar um projeto para abrir as informações do Ministério da Ciência e Tecnologia durante a reformulação das páginas da sua pasta na internet. Mercadante revelou que o "Hackers Day" ajudará a dar transparência nas informações a serem divulgadas. A empresários, nesta segunda-feira, Mercadante disse também que quer mudar o nome do ministério para Ciência, Tecnologia e Inovação.

"Os hackers são os jovens talentosos, criativos, que eu inclusive, quero incorporar no meu ministério. Quero convidá-los para um 'Hackers Day'. Você chama os hackers para desenvolverem soluções próprias. Eu estou iniciando um projeto para dar transparência total na gestão do ministério. Para todas as informações, gastos, decisões, fluxos, nós estamos trabalhando fortemente para dar total transparência. Eu quero chamar os hackers para eles ajudarem a construir os indicadores e a forma de transparência. Eu queria apresentar nosso projeto de modernização para eles para opinarem, discutirem, criticarem. São jovens talentosos que mudam a tecnologia o tempo inteiro e que nós temos de dialogar", disse.

Sobre os ataques a sites do governo na semana passada, Mercadante defendeu que o governo deve saber se proteger. "O dano desses ataques foi muito pequeno. Não se perdeu nenhuma informação importante, mas é uma experiência importante para mostrar que nós temos de investir e nos preparar para ter uma estrutura de defesa mais articulada, mais eficiente. As Forças Armadas estão desenvolvendo bastantes esforços na área cibernética, a Polícia Federal tem uma inteligência eletrônica bastante competente... Todos os crimes que existem na sociedade podem existir na web. Você só não pode agredir a essência da internet, que é a liberdade. Ela é o que é, porque é livre. Temos de ter regras, bem pensadas, para não se tomarem medidas açodadas e para não ferir essa liberdade".

As invasões
Na quarta-feira (22), sites do governo brasileiro saíram do ar por causa de ataques assumidos pelo LulzSecBrazil, o braço brasileiro de um grupo internacional da hackers. Foram alvo os sites da Presidência da República, do governo federal, da Previdência, da Petrobras e da Receita Federal. Na quinta-feira (23), as páginas da Presidência da República, do Senado e do Ministério dos Esportes sofreram com a ação dos hackers. Eles utilizam o chamado DDoS (sigla em inglês para distributed denial-of-service, ataque distribuído de negação de serviço), que usa robôs (máquinas) em várias partes do mundo para sobrecarregar um sistema. O objetivo dessas ações não era invadir o sistema, mas sim tirar o site do ar.

Autoria: Vagner Magalhães, Portal Terra

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails